Beba com responsabilidade e se beber não dirija.

sábado, 18 de junho de 2011

1 - Origem da Cerveja

Como postagem introdutória do presente blog entendemos ser fundamental relatar alguns traços acerca da história da cerveja e seu surgimento. O texto que segue abaixo foi elaborado com base em pesquisa em uma das obras mais completas referente a bebida cerveja e com certeza a mais completa já lançada aqui no Brasil, trata-se do LAROUSSE da CERVEJA, obra de autoria do pesquisador Ronaldo Morado, editado em São Paulo pela Larousse do Brasil, sendo o meu exemplar do ano de 2009 (ISBN 978-85-7635-394-2). Aliás, dita obra é peça obrigatória na biblioteca de qualquer amante de cervejas.

Então com base no Larousse há entendimentos de que a cerveja tenha sido criada de forma acidental por volta do ano de 9000 a.C. (antes de Cristo), no mesmo momento em que o ser humano inicia o desenvolvimento de campos de cultura de cereais na região da Ásia Ocidental, eis que muito provavelmente em certa ocasião esses agricultores tenham armazenado a produção de cevada e/ou trigo em vasos de cerâmica. Ditos recipientes ao ficarem expostos a chuva teriam umedecido os grãos que germinaram, transformando-se, no caso da cevada, em malte. Ao perceberem que ditos cereais encontravam-se molhados os agricultores os colocaram para secar. Os grãos secos podem ter sido vítima de nova chuva que acabou criando um caldo que atacado por micro-organismos existentes no ar (leveduras) fermentaram e transformaram o açúcar contido nos cereais em álcool e gás carbônico, surgindo de forma espontânea e por acidente a bebida mais popular de todos os tempos no mundo: a CERVEJA.

Porém os primeiros registros sobre a cerveja são oriundos da região Mesopotâmica, o qual cita-se a peça suméria denominada Monumento Blau, datada de 4000 a.C., que mostrava a cerveja sendo oferecida à deusa Nin-Harra.

Ainda conforme descrito no Larousse da Cerveja, existem indícios de que a fabricação de cerveja para consumo geral da população (de forma comercial e não mais artesanal) iniciou-se ainda com a construção das primeiras cidades, por volta de 6000 a.C. Porém o mais antigo registro encontrado sobre uma cervejaria remonta ao ano de 3400 a.C. na cidade de Tebas (Egito). E, também nas terras dos faraós, porém na cidade de Pelesium (atual Port-Said) estabeleceu-se o primeiro grande centro produtor de cerveja da história.

Pela mão dos povos da Ásia Ocidental, dos Sumérios, dos Babilônios, dos Mesopotâmios, dos Egípcios a cerveja difundiu-se pelas regiões da atual Europa, Ásia, norte da África e Oriente Médio. Cada um desses povos alternaram-se no poder e domínio dessas regiões e com isso influenciavam os costumes dos seus dominados, inserindo na dieta dos mesmos o apreço a cerveja. Em pouco tempo essa bebida tornou-se popular perante todas as classes sociais da época.

Mas com a influência dos gregos no mundo egípcio, os quais eram grandes produtores e apreciadores de vinho, e mais tarde dos romanos, a cerveja perde um pouco de sua popularidade entre as classes mais abastadas, acabando por tornar-se uma bebida das classes mais pobres e dos bárbaros como eram conhecidos os estrangeiros. Da mesma forma, a utilização do vinho em rituais religiosos, bem como a sua vinculação ao sangue de Cristo, pela religião Católica, acabaram por repassar ao vinho o status de uma bebida mais requintada, sofisticada, a qual deve ser degustada e apreciada com pratos específicos, porém nós sabemos que isso não é verdade, prova disso é a existência das cervejas especiais que também são bebidas diferenciadas que podem ser degustadas e apreciadas nas mais diversas ocasiões e com um poder de combinação com os mais variados tipos de comida existente.

Em homenagem a minha esposa:  na zdrowie.

Para quem tiver mais interesse sobre a história da cerveja recomendo assistirem os vídeos abaixo postados no youtube que relatam a História da Cerveja na América.






Nenhum comentário:

Postar um comentário