Beba com responsabilidade e se beber não dirija.

terça-feira, 1 de novembro de 2011

38 - CERVEJA CASEIRA

Final de semana passado (dia 29/10/2011) tive a grande oportunidade de provar a primeira cerveja genuinamente artesanal, cerveja de panela mesmo (segue as fotos da breja).

A cerveja caseira que experimentei foi uma English Pale Ale, de fabricação do meu amigo e conterrâneo THOMÁS FABRIS (na verdade, pelo que eu saiba, é o primeiro e único produtor de cerveja artesanal de Getúlio Vargas).

Essa English Pale Ale, com traços de Strong Bitter foi fabricada no dia 23/09/2011, pelo método all grain, ou seja, fabricada com grãos de cevada mesmo e nada de extrato. A leva feita foi de 20 (vinte) litros.

Ingredientes utilizados na English Pale Ale:

- Maltes:
3 kg de WE Pilsen
1 kg de WE Pale Ale
0,5 kg de WE Melanoidina 080

- Lúpulos:
10g de Magnum (fervido durante 45 min)
10g de Magnum (fervido durante 30 min)
10g de Magnum (fervido durante 15 min)
15g de Saaz (fervido durante 05 min)

- 0,5 kg de Açúcar

- Fermento:
1 pacote de SafAle English Ale (DCL Yeast #S-04)

Dita cerveja atingiu perfeitamente os padrões de uma English Pale Ale e a adição dos lúpulos Magnum e Saaz conferiu um amargor 36 IBUs a cerveja, transformando-a em uma Strong Bitter, ou seja, uma cerveja com amargor pronunciado.

A cerveja mostrou coloração âmbar perfeita, espuma branca, cremosa e persistente, ficou com carbonatação no ponto ideal (média carbonatação) e aroma puxando um frutado com notas de lúpulo (aquele cheirinho de "verde", herbáceo, característico do Saaz), tal aroma frutado se dá pelo tipo de fermentação ocorrido na bebida (alta fermentação), que segundo o Brewer Thomás ocorreu da seguinte forma:

- 06 dias a 20 graus C.
- 02 dias na geladeira para o fermento decantar.
- purgado o fermento inicia-se a maturação de 07 dias na geladeira, a aproximadamente 8 graus C.
- dita leva rendeu 16 litros de cerveja que foram engarrafados no dia 08/10/2011, com primming de 112g de açúcar cristal (adição de açúcar para dar carbonatação à cerveja).

No que se refere ao sabor essa cerveja ficou bem interessante, no início consegue sentir um pouco do malte e depois já vem o amargo do lúpulo ... que permanece na boca.... eu diria que ela ficou parecida com a cerveja ESB da Fuller's (que tem um amargor mais acentuado que o sabor do malte). Ficou um amargor agradável e equilibrado com os açucares do malte. Retrogosto lupulado, ou seja, um prato cheio ao “hopsmaníacos” (amantes de lúpulo), como eu. .... E detalhe não ficou nenhum sabor ácido ou indesejado na cerveja (os temidos off flavors) o que demonstra que ela não sofreu nenhum tipo de contaminação.

O Homebrewer Thomás contou com o auxílio dos amigos Felipe, Jeferson e Paulo e o brewday (dia da fabricação da cerveja) foi encerrado com churrasco.

Obs.: Segundo relatos o Felipe empenhou-se arduamente em abrir e servir cerveja durante o estafante dia de labor.

Só posso encerrar essa postagem dando os parabéns ao Thomás e seus amigos pela iniciativa de produzirem cerveja caseira (hobby que pretendo iniciar em breve) e incentivá-los a continuar a produção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário